Essas são as fases do cérebro de acordo com seu desenvolvimento:

Gestação

Gestação

250.000 neurônios são adicionados a cada minuto.

Infância

Infância

O cérebro produz o dobro de neurônios de que precisa, mas mantém apenas os que são usados ou reforçados. O cérebro atinge 95% do peso adulto aos 6 anos.

Adolescência

Adolescência

O cérebro está totalmente crescido, mas as “conexões” ainda estão em desenvolvimento. Perda de massa cinzenta em 1% ao ano até o início dos 20 anos.

Idade Adulta

Idade Adulta

O poder do cérebro atinge o pico em torno dos 22 anos, dura 5 anos e depois diminui. Aos 45-49 anos, ocorre uma perda de 3,6% na memória, raciocínio e compreensão.

Terceira Idade

Terceira Idade

Perda constante de células cerebrais e detritos neuronais em decomposição. Aos 80 anos, o encolhimento cerebral piora, as habilidades cognitivas reduzem.

Então não há nada que possamos fazer?

É normal ouvirmos falar sobre mudanças de hábitos para controle do colesterol, para hipertensão, para diabetes, entre outras diversas doenças. A hipertensão, por exemplo, é a comorbidade que mais mata no Brasil.

Quando pensamos nela, sabemos quais ações estão relacionadas com a sua prevenção: alimentação balanceada, exercícios, controle do estresse, higiene do sono, evitar tabagismo, entre outros.

O que fazer para melhorar a saúde cerebral?

Portanto, da mesma maneira que conhecemos os fatores envolvidos com o controle da hipertensão, e consequentemente, com a saúde do nosso coração, será que não é interessante pensarmos nos hábitos que podem nos ajudar quando o quesito é a saúde do nosso cérebro?

Alguns fatores, já importantes para a saúde em geral, podem auxiliar na saúde cerebral, como:

Consumo de energia

Em condições normais, o cérebro é o órgão que mais consome energia em relação ao seu peso. Pesa em torno de 2 a 3% do peso corporal total e utiliza de 20 a 23% de toda a energia gasta durante o dia. Para efeito de comparação, os músculos correspondem a 44% do peso total e gastam aproximadamente 30% da energia de repouso.

Por isso é tão importante cuidarmos do nosso cérebro. As pesquisas apontam que a nutrição está relacionada com a saúde cerebral, incluindo suplementação de nutrientes específicos.

Referências

  • 1Esiri MM. Ageing and the brain. J Pathol. 2007; 211(2), 181-187.
  • 2Salthouse TA. When does age-related cognitive decline begin?. Neurobiology of aging 2009; 30(4), 507-514.
  • 3Singh-Manoux A et al. "Timing of onset of cognitive decline: results from Whitehall II prospective cohort study." Bmj 2012; 344: d7622.
  • 4Hartshorne JK; Germine LT. When does cognitive functioning peak? The asynchronous rise and fall of different cognitive abilities across the life span. Psychol Sci. 2015; 26(4), 433-443.
  • 5Malachias MVB et al. 7a Diretriz Brasileira de Hipertensão Arterial. Arquivos Brasileiros de Cardiologia 2016; 107(3), 79-83.
  • 6Kim EJ, Pellman B, Kim JJ. Stress effects on the hippocampus: a critical review. Learn Mem. 2015 Aug 18;22(9):411-6. doi: 10.1101/lm.037291.114.
  • 7Blumenthal JA et al. Lifestyle and neurocognition in older adults with cognitive impairments: A randomized trial. Neurology. 2019; 92(3): e212-e223. doi: 10.1212/WNL.0000000000006784.
  • 8Courchesne-Loyer A et al. Stimulation of mild, sustained ketonemia by medium-chain triacylglycerols in healthy humans: estimated potential contribution to brain energy metabolism. Nutrition 2013; 29 (4): 635-40. doi: 10.1016/j.nut.2012.09.009.
  • 9Morris MC et al. MIND diet associated with reduced incidence of Alzheimer's disease. Alzheimers Dement. 2015;11(9):1007-14. doi: 10.1016/j.jalz.2014.11.009.
  • 10Morris MC et al. MIND diet slows cognitive decline with aging. Alzheimers Dement. 2015 Sep;11(9):1015-22. doi: 10.1016/j.jalz.2015.04.011.
  • 11Radd-Vagenas S et al. Effect of the Mediterranean diet on cognition and brain morphology and function: a systematic review of randomized controlled trials. Am J Clin Nutr. 2018 Mar 1;107(3):389-404. doi: 10.1093/ajcn/nqx070.
Ver mais

Leia mais sobre o assunto

Assine e receba mais
conteúdos.

Preencha seus dados e receba mais dicas para
cuidar da sua saúde cerebral: